sábado, 25 de junho de 2011

felicidade

ser ou não ser um gato? o gato é feliz mas não sabe que é feliz, o que, em minha opinião, é a condição para ser feliz. por outro lado, quem sabe que é feliz, não pode ser feliz, porque saber-se feliz é a primeira condição para ser infeliz. além disso, a experiência mostra que a ignorância de si é o melhor caminho para a felicidade, mas, por outro lado, o auto-conhecimento leva, segundo sócrates (mesmo que seja ao preço de saber que nada se sabe) a uma felicidade mais profunda e complexa. ou ainda, os gatos são felizes porque não sabem que o são ou são felizes porque nem são felizes, já que nem esse desejo existe nos gatos e não querer ser feliz é a única forma de ser feliz?

8 comentários:

  1. do Tao-te-King:

    "conhecer o que torna belo o belo,
    eis o feio;
    conhecer o que torna bom o bom,
    eis o não bom."

    bjo Noemi

    ResponderExcluir
  2. Ser um quase feliz ser desejante, com humanos laivos de infelicidade (e sempre cercado de gatos)?
    Adorei o blog.

    ResponderExcluir
  3. considerando os prós e os contras:
    ser um gato.

    ResponderExcluir
  4. O homem gostaria de ser peixe ou pássaro, a serpente gostaria de ter asas, o cão é um leão confuso...Mas o gato quer ser somente gato,
    e todo gato é um puro gato desde o bigode ao rabo
    Pablo Neruda

    ResponderExcluir
  5. Talvez haja algum desejo nos gatos...e nos animais de um modo geral, não apenas nos humanos...creio.

    ResponderExcluir