domingo, 1 de janeiro de 2017

eis

"eis" é o fenômeno, a presença, o instante. "eis" é a língua portuguesa, a língua em auge, em transe de gozo falante. "eis" é a própria palavra em estado de soltura aérea, o sol semântico iluminando a página. "eis" é a pessoa viva, chegada, próxima de mim e de você, olhando no olho do furacão anímico e dizendo: "eis-me". "eis" é a vida bruta e líquida, o que é e está, em contraposição a todos os "anti-eis", coisas que não existem, como o dinheiro e a expressão "conforme foi dito acima".

6 comentários:

  1. Respostas
    1. Munido de uma vitrola, um cachecol vermelho, umas botas velhas, uma rosa, um sonho e alguns poemas, ele resolveu que ia existir em 2017.
      http://letraseopiniao.blogspot.com.br/2017/01/um-sonhador-de-araque.html

      Excluir
  2. ei, oi, aí, estou aqui = eis-me

    ResponderExcluir
  3. Uma palavra com tão lindo significado vindo de ti, amigo Leal! Adorei!


    ResponderExcluir
  4. Quantos "eis" nos faltam, tão vivos, tão próximos. Ao chegar e dizer "eis-me", fez-se esperado.

    ResponderExcluir