sábado, 19 de fevereiro de 2011

galocha

o real e o verdadeiro são duas coisas totalmente diferentes, já que o irreal é verdadeiro e o falso pode ser real. além disso, o real é invariavelmente chato, esvaziante, enquanto o verdadeiro pode ser sempre uma fonte de novidades e possibilidades. para agravar o estatuto do real, ainda tem sua etimologia, ligada à realeza, que, por um tempo, determinava o que era real. fiquemos, assim, com o verdadeiro e esqueçamos o real, esse chato de galocha.

3 comentários:

  1. jamais réel, toujours vrai.

    ResponderExcluir
  2. O verdadeiro parece mesmo tão mais empolgante! Adorei saber que o real é um chato de galocha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Estou em dificuldade porque me empolgo ao acreditar que algo é verdadeiro, quando - na verdade - é apenas real. Na "real", que confusão! Espero ter alta médica antes dos meus noventa anos.kkkk...

    ResponderExcluir