quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

tâmaras 2

depois de comer a melhor torta de tâmaras que se pode conceber em todas as galáxias, no melhor restaurante imaginável em todo o cosmo, o chez panisse, escrevi um poema em homenagem a siew-chinn, a doceira malasiana do lugar. nele, brinquei com os três significados da palavra tâmara em inglês: date (data), date (encontro) e date (tâmara). levei o poema até ela, para agradecê-la pela graça alcançada. ela se emocionou, nós nos olhamos por alguns segundos, as duas ameaçando se aproximar uma da outra e finalmente nos abraçamos e nos beijamos. ela pendurou o poema no mural e me perguntou, timidamente: você gostaria de um pedaço da torta? diante do meu espanto afirmativo, ela cortou o equivalente a meia torta e me deu. ela me deu a torta. ela me deu a torta. ela me deu a torta.

9 comentários:

  1. Noemi, acaba de ser aprovada uma lei no congresso (ontem) que obriga donos de blog que tentam os leitores com tortas de tâmara virtuais a providenciarem tortas de tâmara reais aos que perderem o sono pensando em perfumadas tortas de tâmara. Ficou estabelecido 200 g de torta de tâmara por leitor prejudicado. Pode por meu nominho no topo da tua lista. Quando você volta?

    ResponderExcluir
  2. Três vezes delícia.

    ResponderExcluir
  3. uma história torta de lamber os beiços...

    ResponderExcluir
  4. De São Paulo `a Malásia, de San Francisco a Jerusalém, quem não daria a melhor torta de tâmaras de qualquer galáxia `a Noemi??!!

    hein?

    ResponderExcluir
  5. Professora, você foi comer torta de tâmaras no Chez Panisse da Alice Waters???
    Eu achava que tinha inveja da sua viagem só por causa das sequóias, mas acabo de descobrir que a inveja aumentou!
    Torta de tâmaras no Chez Panisse... ai ai. Só podia mesmo acabar em poesia, beijo, abraço e mais um tantão de torta de presente pra você.
    Um beijo enorme!
    Juliana.

    ResponderExcluir