terça-feira, 18 de setembro de 2012

t3

hérnia vem de hirnia, que significa ruptura. mas, antes disso, a palavra vem de yarn, que é fio e, por derivação, entranha. derivando ainda mais, o corte no fio virou ruptura na entranha, ou as hérnias atuais: de disco, na lombar, no esôfago, inguinal. em inglês, to spin a yarn, ou girar o fio, é metáfora também para contar uma história, porque essa era certamente uma das coisas que os tecelães faziam enquanto manuseavam o tear. posso pensar, portanto, que uma hérnia é um tipo de pausa narrativa, bloqueio criativo, travação geral. faz uma semana que essa maldita me acompanha na altura das misteriosas t3 e t4.

2 comentários:

  1. ruptura é maldita mesmo, mas sugere um novo caminho. o "t" fica esteticamente belo bem no meio.

    ResponderExcluir