quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

véu

theodor adorno disse a conhecida frase: "escrever poesia depois de auschwitz é um ato bárbaro". embora esta frase estivesse dentro de um contexto maior e não seja tão restritiva quanto parece, ainda assim, e sem ter vivido nada sequer semelhante àquilo, ouso dizer que, depois de auschwitz, só é possível escrever poesia. como a língua ficou manca diante do uso que dela foi feito, como se tornou impossível falar sobre o indizível em língua de homens, a única língua possível é aquela do incomunicável, do incomunicante, do que não tem como objetivo a impossível comunicação. para falar das coisas como coisas só é possível dizer, como paul celan: "deixa-nos respirar o véu que nos esconde um do outro".

2 comentários:

  1. Ah! quanta poesia...E está entre nós, a cada instante de alegria ou dor!
    Maysa

    ResponderExcluir